25 setembro 2008

MINHA MULHER

A minha mulher tem
mistério insondável,
recato impenetrável aos
olhos voyeurs.
A minha mulher,tem
uma nudez invisívele
um olhar transparente
só para o que quer.
A minha mulher tem
o encanto das fadas
e a magia das bruxas
quando estamos em nós.
Ela sabe fazer-se inteira
nunca está em pedaços
sabe todas perícias
atar e soltar nossos nós.
Nela, o meu corpo presente
é mais do que tudo,
do eterno, um estudo,
quando estamos a sós.
Ela tem a magia dos celtas,
obtém a têmpera correta,
de traz-nos o instante
de toda eternidade.
Ela tem o erotismo dos anjos
o silêncio dos sábios
ao dizer o que é ser
A minha mulher

Autoria: [Calex Fagundes]
©Todos os direitos reservados
Os direitos autorais são protegidos
pela Lei nº 9.610 de 19/2/98.
Violá-los é crime etabelecido
pelo Artigo 184do Código Penal Brasileiro.
Se você quiser copiar, não esqueça
de divulgar a autoria.

2 comentários:

»»Luh Kururu«« disse...

Oieeee...
Passando para deixar uma biejoca e o desejo de um ótimo final de semana!!!

Fuiiii...

Inominável Ser disse...

Uma belíssima poesia, Sandrinha, que o poeta desenvolveu mesmo na intenção da eternização de seu interno desejo pela amada de um modo todo sensacional e supremo e absoluto e Verdadeiro!